Wesley Batista, presidente da JBS, é preso pela PF

A PF investiga se Wesley Batista junto com o irmão, Joesley, usou a delação premiada para se beneficiar financeiramente.

O presidente da JBS, Wesley Batista, foi preso na manhã desta quarta-feira (13) pela Polícia Federal, como parte da investigação aberta em São Paulo.

Segundo a revista Veja, a PF investiga se Wesley Batista junto com o irmão, Joesley, usou a delação premiada para se beneficiar financeiramente.

Os investigadores afirmam que há provas fartas contra os irmãos Batista. Eles, segundo as investigações, agiram pessoalmente, negociando ações do grupo e contratos futuros de dólares, dias antes da delação premiada.

“Após a deflagração da primeira fase da operação, com intensa cooperação institucional com a Comissão de Valores Mobiliários, policiais federais analisaram documentos, ouviram pessoas e realizaram perícias, trazendo aos autos elementos de prova que indicam o cometimento de crimes e apontam autoria aos dois dirigentes das mencionadas empresas”, disse a PF em comunicado.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha