Uber pressiona e Doria altera regra para apps de transporte

A flexibilização foi aprovada após uma reunião entre a administração pública e os representantes das empresas.

A Uber, junto com outras empresas de aplicativos de transporte particular, conseguiram reverter parte da nova legislação paulistana para apps de mobilidade.

Na primeira versão publicada, os carros cadastrados até julho de 2017 só poderiam rodar se tivessem 5 anos de fabricação. Com essa regra, a empresa perderia quase um terço de seus motoristas.

Depois de ser pressionado, o prefeito de São Paulo, João Doria, acabou cedendo e ampliou a regra para 7 anos. A flexibilização foi aprovada após uma reunião entre a administração pública e os representantes das empresas.

As regras para apps de transporte começam a valer a partir desta quarta-feira (10). Os motoristas, no entanto, devem continuar negociando para conseguir mais brechas na nova legislação.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha