Uber é investigado pelo FBI por espionagem de motoristas concorrentes

O The Information informou que, entre 2014 e 2016, a Uber criou contas de motoristas falsos na plataforma da concorrente.

A Uber está sendo investigada pelo FBI por suposta espionagem a motoristas da rival Lyft. Segundo o jornal The Wall Street Journal, a empresa usava um de seus programas, conhecido internamente como Hell, para rastrear os parceiros concorrentes.

O The Information informou que, entre 2014 e 2016, a Uber criou contas de motoristas falsos na plataforma da concorrente.

O “esquema” de espionagem funcionava assim: a Uber monitorava quantos carros da concorrente estavam disponíveis em determinadas localidades e em determinados momentos do dia por meio dos motoristas falsos.

Outra estratégia da empresa, segundo o Wall Street, foi criar contas de passageiros falsos para solicitar corridas a fim de monitorar os motoristas próximos e os valores cobrados.

Por meio do Hell, a Uber também teve acesso aos dados dos motoristas que trabalhavam nas duas plataformas. Com essas informações, a empresa pôde oferecer vantagens financeiramente maiores para atrair mais parceiros. O FBI investiga se o programa abrangia o acesso não autorizado a um computador.

A Uber ainda não comentou.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha