Prisão de Lula seria uma “declaração de guerra”, diz integrante do PT

Os dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) já se preparam para qualquer decisão

Marcado para o dia 24 de janeiro, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, promete movimentar o mercado e toda a rede petista.

De acordo com a colunista do jornal Folha de São Paulo Mônica Bergamo, os integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) se preparam para qualquer decisão.

Uma das formas de protesto será no próprio dia 24, quando Lula e uma comitiva do PT viajarão para Porto Alegre. A outra, segundo a publicação, é em caso o ex-presidente seja condenado por unanimidade – o que o torna inelegível.

Segundo um integrante do PT ouvido pela colunista, a eventual prisão de Lula seria uma “declaração de guerra” e senha para protestos permanentes.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha