Presidente da Volkswagen coopera com a justiça em troca de benefícios

Os depoimento “foram aparentemente incriminatórios” para Martin Winterkorn, ex-presidente da Volks.

A imprensa estrangeiro noticiou nesta semana que o novo presidente da Volkswagen, Herbert Diess, decidiu colaborar com a justiça a respeito do escândalo dos motores a diesel em troca de garantias pessoais.

Diess, segundo o jornal alemão Bild, se reuniu com o FBI e o Departamento de Justiça americano. Os depoimentos, de acordo com as fontes da publicação, “foram aparentemente incriminatórios” para Martin Winterkorn, ex-presidente da Volks.

Em troca, os investigadores teriam prometido a Diess que ele seria avisado de modo antecipado sobre eventuais acusações ou ordem de prisão.

A Volkswagen não quis comentar o assunto.

Na semana passada, Winterkorn foi indiciado, ao lado de outros executivos da Volkswagen, por ter contribuído para burlar as normas de combate à poluição com o uso de um software que manipulava os resultados de emissão de gases.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha