Para comprar um iPhone X, brasileiro tem que trabalhar 12,58 mais vezes que na Austrália

O brasileiro precisa trabalhar exatamente 1.258 horas para adquirir a versão mais recente da Apple, frente ao salário mínimo.

Você sabia que para adquirir um iPhone X no Brasil é preciso trabalhar 12,58 mais vezes que na Austrália? Esse dado curioso foi divulgado pelo colunista Alexandre Cabral do jornal “O Estado de São Paulo” nesta terça-feira (07).

De acordo com os cálculos do jornalista, o brasileiro precisa trabalhar exatamente 1.258 horas para adquirir a versão mais recente da Apple, frente ao salário mínimo. Na Austrália, por sua vez, são necessárias apenas 100 horas.

O tempo de trabalho na Austrália para adquirir um iPhone X fica abaixo dos Estados Unidos – terra da Apple. No país de Donald Trump, o trabalhador precisa de 128 horas.

Por outro lado, há quem ultrapasse o Brasil. O México é o local em que o iPhone X sai mais caro. O consumidor precisa de 2.699 horas.

Na semana passada, a Apple lançou o tão sonhado iPhone X. A versão do smartphone mais aguardado pelos fãs da Maçã assustou os usuários brasileiros por causa do preço – cerca de R$ 6.299, 10 (preço à vista).

Leia mais:

Apple começa pré-venda do iPhone X em meio às críticas ao preço

iPhone X no Brasil é o mais caro do mundo

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha