Modelo negra que participou de comercial da Dove se pronuncia: “Não sou vítima”

Ela ponderou e disse que a marca poderia defender sua visão criativa e sua escolha de incluí-la.

A modelo nigeriana Lola Ogunyemi se pronunciou pela primeira vez sobre a propaganda da Dove, que foi excluída após acusações de promover o racismo, em um post publicado no jornal britânico “The Guardian”. Ela afirmou que, se soubesse o resultado final, seria a primeira dizer ‘não’.

“Se eu tivesse a mínima noção de que eu seria retratada como inferior, ou como o ‘antes’ de uma edição com antes e depois, eu teria sido a primeira a dizer um enfático ‘não'”, escreveu. “Isso vai contra tudo o que eu acredito”, acrescentou.

“Ter a oportunidade de representar suas irmãs de pele negra em uma marca de alcance global parecia a forma perfeita para lembrar o mundo de que estamos aqui, de que somos bonitas e, mais importante, que temos valor”, escreveu Lola.

Ela, no entanto, ponderou e disse que a marca poderia defender sua visão criativa e sua escolha de incluí-la, uma “mulher de pele inequivocadamente negra”. “Eu não sou apenas uma vítima silenciosa de uma campanha de beleza. Eu sou forte, sou bela e não serei apagada”, escreveu Lola.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha