Justiça investiga o Uber por vazamento de dados de brasileiros

O MP quer saber quais dados foram vazados, quantas pessoas exatas foram afetadas e se o Uber já concluiu alguma investigação interna sobre o caso.

O Ministério Público do Distrito Federal abriu uma investigação para que o Uber esclareça o vazamento de dados de 196 mil brasileiros.

Em resposta à solicitação do Ministério Público, o Uber pediu um prazo de 15 dias para dar mais detalhes.

“Nos Estados Unidos e em países da Europa foram abertas investigações contra a Uber, mas na América Latina, não”, informou ao G1 o coordenador da comissão, Frederico Meinberg.

O MP quer saber quais dados foram vazados, quantas pessoas exatas foram afetadas e se o Uber já concluiu alguma investigação interna sobre o caso.

No ano passado, o Uber admitiu o vazamento de dados de 157 milhões de pessoas, entre clientes e motoristas.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha