Jovens trabalham fora da área em que se especializaram, aponta estudos

A decepção com o mercado de trabalho é a principal razão, diz um dos economistas.

Um estudo realizado pelo FGV Clear a pedido do Estado de Santa Catarina apontou que os jovens têm atuado em áreas diferentes das que se especializaram. O desencontro ocorre tanto no ensino técnico quanto no superior. Com informações do jornal Folha de São Paulo.

Para o economista André Portela, diretor da instituição e um dos autores da pesquisa para o ensino técnico, a decepção com o mercado de trabalho é a principal razão. “Essa falta de aderência é um grande desperdício de eficiência. Você gasta recurso sem o retorno esperado”, diz.

“Habilidades, não diplomas” é a nova tendência de recrutamento, diz CEO do LinkedIn

Já o estudo coordenado por Naércio Menezes Filho, do Insper, mostra o desencantamento dos jovens com diploma no ensino superior com o mercado de trabalho. Segundo o levantamento, a coincidência entre a área de formação e a atuação formação era inferior a 50%.

Menezes Filho afirma que o desencontro em si não é o problema, mas reforça a importância da educação priorizar as diversas habilidades. “É importante que as pessoas aprendam a pensar, a desenvolver criatividade e resiliência.”

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha