Indústria é atividade que mais contrata e puxa retomada do emprego formal

Fábricas abriram 136 mil vagas no segundo trimestre. Banco prevê alta de 740 mil postos com carteira em 2018

A indústria vem contribuindo para o aumento das contratações por carteira assinada, que começa a dar sinal de vida nas estatísticas de emprego. No segundo trimestre, foram mais de 136 mil vagas abertas pela atividade. De acordo com o jornal O Globo, a taxa de desemprego vinha caindo desde abril, de 13,7% deste mês para 12,6% em agosto, mas eram puxadas pelas ocupações informais.

Mas o quadro começou a mudar a ponto de o Banco Itaú prever a criação de 740 mil vagas formais no ano que vem, afirmando que o emprego com carteira assinada vai liderar a geração de postos em 2018. Destes empregos formais criados, 40% vieram da indústria de transformação, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O setor teve grandes cortes devido a substituição por importações e agora que começa a respirar, volta a produzir com mais força e a contratar. Segundo a economista Maria Andréia Parente, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a exportação está ajudando a indústria e, para a CNI, mais setores planejam contratar nos próximos seis meses.

“As indústrias farmacêutica, química, de móveis, de confecção e bebidas estão contratando. A alta ainda é mais localizada, mas a ocupação parou de cair, depois de muito tempo de queda” afirma Marcelo Azevedo, economista da CN ao jornal O Globo.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha