Foto: Divulgação

Governo tenta última cartada para derrubar veto europeu ao frango

O governo tentará, mais uma vez, o argumento que os casos de corrupção não afetam a qualidade do produto.

O Ministério da Agricultura estuda levar uma proposta de painel à reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex) nesta quarta-feira para questionar a restrição europeia sobre a exportação de frangos. Cerca de vinte fábricas foram prejudicadas pelo veto, que deu início na Operação Trapaça, da Polícia Federal. Dentre elas, 12 eram da BRF.

Conforme informações da imprensa, o governo tentará, mais uma vez, o argumento que os casos de corrupção não afetam a qualidade do produto. A operação, por sua vez, investiga possíveis adulterações de relatórios sanitários enviados aos fiscais do ministério para omitir a presença de bactérias, como a salmonela.

Sendo a mais afetada pelo veto europeu, a BRF passa por uma grande mudança, em meio a uma crise interna provocada por baixos resultados. Caso o governo consiga reverter os embargos, será uma boa notícia para a companhia.

Nesta quinta-feira (26), uma assembleia definirá o novo conselho de administração da companhia. Entre os novos nomes, Pedro Parente, presidente da Petrobras, assume a presidência do conselho. Além disso, José Aurélio Drummond Jr., CEO da BRF, enviou uma carta na segunda-feira anunciando a renúncia ao cargo. Ele assumiu o posto há quatro meses. O diretor financeiro e de relações com investidores, Lorival Nogueira Luz Jr., vai assumir interinamente.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha