“Fomos pegos de surpresa”, admite presidente da Neon Pagamentos

Em contrapartida, exaltou a agilidade da equipe para resolver o problema: anunciou a parceria com o Banco Votorantim.

Para Pedro Conrade, fundador e presidente da Neon Pagamentos, a decretação da liquidação extrajudicial do Banco Neon S.A pelo Banco Central tornaram os “dias difíceis”. Em contrapartida, exaltou a agilidade da equipe para resolver o problema: anunciou a parceria com o Banco Votorantim.

Em entrevista à revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, pelo Facebook, Conrade falou um pouco sobre a situação. “Foram dias difíceis. Fomos pegos de surpresa. De lá para cá, demonstramos como o nosso time é competente e resiliente e transformamos a situação.”

Assista à entrevista:

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha