Engenheiro demitido acusa Google de discriminação por ser conservador

O Google ainda não se pronunciou sobre o processo.

O engenheiro demitido, James Damore, por dizer que a ausência de mulheres em cargos altos no Google é por questões “biológicas”, abriu um processo contra o Google sob alegação de ter sido discriminado por suas “posições conservadoras”. As informações são da agência Reuters.

O texto de James Damore, que veio à público em agosto do ano passado, causou uma enorme polêmica. O CEO Sundar Pichai disse, na época, que partes do texto “violam o Código de Conduta e passam dos limites ao trazer estereótipos de gênero ao ambiente de trabalho.”

O Google ainda não se pronunciou sobre o processo.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha