Dove pede desculpas por propaganda considerada racista

No Twitter, os usuários chegaram a deixar a hastag #BoycottDove entre os assuntos mais comentados.

A Dove, linha de cosméticos da Unilever, pediu desculpas no último sábado, após ser acusada de racismo por diversos internautas que consideraram de teor racista a propaganda da marca.

Na propaganda, uma mulher negra tira uma camiseta para revelar uma mulher branca, que também tira sua roupa e revela uma terceira mulher.

“Em uma imagem publicada esta semana, erramos ao representar as mulheres de cor, e lamentamos profundamente os danos causados”, declarou a marca no Facebook e Twitter.

Propaganda considerada racista da Dove (Reprodução/Facebook)

Propaganda considerada racista da Dove (Reprodução/Facebook)

O vídeo em questão foi publicado na página da Dove nos Estados Unidos, mas após uma série de denúncias e críticas, a marca excluiu o conteúdo. No Twitter, os usuários chegaram a deixar a hastag #BoycottDove entre os assuntos mais comentados.

É a segunda vez na semana que uma marca da Unilever causa polêmica. Na semana passada, a empresa lançou um sabonete com as iniciais de Kim Jong-un e deixou os acionistas furiosos.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha