Donald Trump proíbe compra da Qualcomm pela Broadcom

A Broadcom ofereceu US$ 117 bilhões para a aquisição, mas a Qualcomm rejeitou a proposta.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto em que proíbe a compra da Qualcomm pela Broadcom, segundo ele, por questão de segurança nacional. A Broadcom ofereceu US$ 117 bilhões para a aquisição.

“A proposta de aquisição da Qualcomm pela compradora é proibida e qualquer fusão ou aquisição substancialmente equivalente…está também proibida”, diz a ordem.

A ordem diz que a compra da Qualcomm pela Broadcom poderia ser uma ação “que ameaça desequilibrar a segurança nacional nos EUA”. Esta é a quinta que vez que um presidente dos EUA impede uma transação entre empresas.

Se um acordo entre Qualcomm e a Broadcom fosse concluído, os militares dos EUA teriam receio de que em 10 anos “haveria essencialmente uma empresa dominante nestas tecnologias e ela seria essencialmente a Huawei e as operadoras norte-americanas não teriam escolha. Elas teriam que comprar [equipamentos] Huawei”.

Com informações da agência Reuters.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha