Dólar a R$ 4,00? Eleições podem fazer a moeda subir ainda mais

Ontem (07), pela primeira vez em dois anos, a moeda americana fechou nesse patamar.

O dólar registrou uma forte disparada no mês de abril, oscilando entre R$ 3,20 e R$ 3,30. Até que no início deste mês, renovou a máxima do ano, a R$ 3,50. Ontem (07), pela primeira vez em dois anos, a moeda americana fechou nesse patamar.

Analistas acreditam que essa disparada é “culpa” de fatores internacionais e que as eleições podem contribuir para que o dólar alcance o patamar de R$ 4,00. As informações são do site InfoMoney, com base na opinião de analistas do banco Credit Suite.

Por outro lado, o economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale, disse à publicação que a moeda pode cair a R$ 3,30, caso a eleição tenha um candidato pró-reformas, que seja bom para o mercado. “O câmbio atual não é culpa nossa, mas agora, daqui para frente, teremos culpa se trilharmos o caminho errado”, disse.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha