Consumidores acusam Youtube de colher dados de crianças

Esse grupo diz que o Youtube viola o Ato de Proteção da Privacidade Infantil Online

Em meio ao escândalo envolvendo a coleta de dados do Facebook, Youtube é o novo alvo, agora de consumidores. Eles acusam a plataforma de vídeos do Google de colher dados das crianças para fins publicitárias. Fazendo isso, a rede estaria violando as leis de privacidade infantil. As informações são do jornal The New York Times com tradução do jornal O Estado de São Paulo.

Esse grupo diz que o Youtube viola o Ato de Proteção da Privacidade Infantil Online, que exige que as empresas obtenham o consentimento dos pais antes de coletar dados de crianças com menos de 13 anos. Os consumidores, então, pedem uma punição por parte da Comissão Federal de Comércio (CFC).

“O Google vem ampliando continuamente seu serviço dirigido diretamente a crianças, nos Estados Unidos e em todo o mundo, sem obedecer a essa lei e suas determinações”, disse Jeffrey Chester, diretor do Centro para Democracia Digital, um dos principais grupos.

O Youtube se divide em dois: Youtube (destinado às pessoas a partir de 13 anos) e Youtube Kids (para as crianças com menos de 13 anos). Este último é o alvo do grupo, que estaria coletando dados das crianças para fins publicitários. A empresa, inclusive, chegou a fechar um contrato com a Mattel.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha