CEO da Netflix admite não tomar muitas decisões: “Às vezes fico sabendo depois”

A estratégia de Rasting de delegar funções tem dado certo.

O CEO da Netflix, Reed Hasting, revelou em entrevista com o curador de palestras TED, Chris Anderson, que não costuma tomar muitas decisões. Uma de suas principais características, que se alinha com o valor da companhia, é delegar funções. “Eu me orgulho de tomar o mínimo de decisões possível em cada trimestre. Às vezes, consigo passar um trimestre inteiro sem tomar nenhuma decisão”.

“Eu descubro decisões que foram tomadas todo o tempo e eu nem fiquei sabendo, o que é ótimo”, afirma. “E quase sempre dá certo”, registra. “então você acorda e lê na internet que o Netflix está na China?”, perguntou Anderson, surpreso. Hasting riu e respondeu: “sim, às vezes é assim”.

Ele acredita que a Netflix é uma anti-Apple. “Você sabe como eles dividem tudo? Nós fazemos o oposto. Todos recebem todas as informações. Queremos criar um senso de responsabilidade nas pessoas e empoderá-las”. Recentemente, vazou um memorando da Apple que ameaçava de prisão os funcionários que vazassem informações.

A estratégia de Rasting de delegar funções tem dado certo. Nos últimos anos, a Netflix apresentou um vantajoso crescimento de faturamento e de adição de novos usuários.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha