BRF é processada por acionista dos EUA

As investigações da Operação Trapaça apontaram irregularidades em setores da BRF, que fraudavam resultados de exames em amostras do processo industrial

A BRF está sendo processada por um acionista dos EUA que acusa a companhia de ocultar o seu envolvimento em fraudes quanto à análise sanitária de alimentos. A denúncia foi apresentada no início da semana à Corte Distrital de Manhattan em nome de detentores de American Depositary Receipts.

Segundo a denúncia, a BRF, o ex-presidente Pedro Faria e outros funcionários inflaram artificialmente o preço das ações da empresa, enganando os seus acionistas. A companhia não quis comentar o assunto.

As investigações da Operação Trapaça apontaram irregularidades em setores da BRF, que fraudavam resultados de exames em amostras do processo industrial, informando dados fictícios ao Serviço de Inspeção Federal. O ex-presidente Pedro Faria foi preso em 5 de março como parte da operação.

Comentários

premium

Cadastrar

Para ler suas notificações, registre-se no Giro Business. Nós o manteremos informado sobre os tópicos que mais lhe interessam.

Login com Facebook Login com LinkedIn Cadastrar com e-mail
Já é cadastrado? Clique aqui

Login

Esqueci minha senha

Escreva seu email abaixo e você receberá um e-mail de recuperação da senha